Bichos do Mato

 

Degus

É pouco maior que um hamster e pode pesar até 300g. Tem o pêlo castanho dourado, olhos escuros e brilhantes e duas orelhas grandes que se movem como duas antenas parabólicas sempre atentas ao mais pequeno ruído. A sua cauda é comprida, do tamanho do corpo, e termina com um tufo de pêlos na ponta.

Este simpático roedor é o mamífero mais comum do Chile. As estimativas apontam para mais de 100 Degus por hectar. Vivem nas escarpas ocidentais da cordilheira montanhosa dos Andes, podendo ser encontrados a mais de 1000m de altitude.

Agrupam-se em pequenos grupos familiares e, mesmo em cativeiro, gostam da companhia de outros membros da sua espécie. As suas habitações naturais são tocas cavadas no chão ou pequenas grutas rochosas.



Duas ninhadas de idades diferentes no mesmo ninho

São bastante resistentes sem precisarem de muitos cuidados veterinários. Recomenda-se somente uma visita de rotina anual a um veterinário de exóticos. Um Degu bem tratado pode atingir facilmente os 7-8 anos de idade.

Uma gaiola para Degus deve ser espaçosa, especialmente em altura, pois estes animais são bastante enérgicos e precisam de se exercitar. Casinhas, tubos, troncos, prateleiras, rodas, etc dão ao animal bastante com que se ocupar e simulam um pouco o seu ambiente natural.

A sua alimentação é bastante simples e deve consistir principalmente de ração própria para Degus ou, se não encontrar, ração de Chinchilas ou de Porquinhos da Índia. A alimentação base deve ser complementada com guloseimas naturais constituídas por frutos, sementes ou vegetais mas, como todas as guloseimas, devem ser dadas com moderação e em poucas quantidades, especialmente as que tenham açucar. Deve-se colocar também sempre alfafa e feno para alimentação e para a construcção do ninho e um bloco mineral para gastar os dentes.

São animais muito espertos e depressa aprendem quem são os seus donos, deixando-se facilmente pegar e colocar ao colo. Nunca se devem segurar pela cauda pois esta pode partir-se. São animais de estimação que devem ser manuseados só  por crianças já crescidas, ou por adultos.

 

 

 

 

Degus Azuis

Até há bem pouco tempo as únicas cores de Degus conhecidas eram o Agouti que era castanho-dourado. A cor do animal selvagem. No entanto, com a selecção de indivíduos conseguiu-se já duas mutações diferentes: Os Azuis (cinzento azulado) e os Brancos malhados.

Em Portugal nasceram aqui em casa os primeiros dois exemplares de Degus Azuis no dia de Natal de 2006. Creio serem mesmo os primeiros Degus Azuis portugueses.

São muito bonitos!

  Reprodução

A criação de Degus é bastante simples. O casal deve ficar sempre junto pois os pais são muito atenciosos e ajudam a criar os filhotes. O periodo de gravidez é de cerca de 90 dias e podem nascer até 6 crias por ninhada. Não é aconselhavel que a fêmea tenha mais de duas ninhadas por ano. As crias, que nascem já completamente desenvolvidas, ficam com os pais até atingirem os 6-8 semanas de idade.

 

O nascimento
de um Degu

Voltar à página inicial